BWW Review: YANK! - O MUSICAL at Teatro Dos Quatro proves all's fair in love and war

BWW Review: YANK! - O MUSICAL at Teatro Dos Quatro proves all's fair in love and war

O aclamado musical Yank! está de volta para sua segunda temporada. Em cartaz no Teatro dos Quatro, na Gávea, o espetáculo traz ao palco duas das coisas mais assustadoras que podem existir: ir para a guerra e apaixonar-se pela primeira vez. A peça é uma carta de amor aos filmes e musicais dos anos 1940 que conta a história de Stu (Hugo Bonemer), um correspondente de guerra, e Mitch (Conrado Helt), um soldado do exército, que se apaixonam e lutam pela sobrevivência num tempo e lugar onde as circunstâncias estão contra eles.

Escrito por Joseph e David Zellnik, o musical carrega consigo uma mensagem importante e atual. Embora se passe durante o período da Segunda Guerra Mundial, é com pesar que o espectador percebe que muito do que é vivido no palco se mostra presente nos dias de hoje. "Há alguns anos, eu comecei a procura de alguma peça teatral que tocasse em um tema que acho muito importante trazermos para discussão, para atualidade, para sociedade, que é a homoafetividade. Este projeto era uma chance de estabelecer um diálogo com toda sociedade carente de representação e que sempre desejou ver os seus sonhos e sua voz trazida à tona, de forma encantadora e digna", comenta Leandro Terra, idealizador e produtor de Yank.

Embora a química entre os atores seja mais evidente no casal principal, que brilha, os elogios se estendem para todo o elenco. A interpretação daqueles jovens, mais do que tudo assustados pela guerra, comove ao ser verossímil. Todos estão naquele palco envolvidos com a mesma missão, que é a de propagar cada vez mais longe a mensagem da peça. "Interpretar um personagem que vive uma relação homoafetiva é natural, como deve ser em qualquer história de amor. A dificuldade real está em viver as nuances de um relacionamento que brota em meio a uma guerra, um ambiente de morte e medo constante. A homofobia, como todo preconceito, é uma doença, mas essa o amor cura," explica o protagonista Hugo Bonemer.

As músicas do espetáculo foram muito bem interpretadas em todos os momentos, a cada nota tocada e cantada é possível sentir a força do talento dos atores e dos músicos. Embora a peça seja um pouco longa, a atenção do espectador para o enredo é constante pela importância do que acontece no palco.

A montagem Yank! é corajosa assim como os jovens retratados nela própria. O espetáculo, com certeza, é uma inspiração e uma conquista para o público LGBT. Só resta esperar para que as sementes que a montagem planta, agora, brotem no futuro e ocupem os palcos do Rio de Janeiro, do Brasil e do mundo com a mesma força e bravura.

YANK! - O Musical

A montagem de estreia, no circuito Off-Broadway, aconteceu em 2010 e rendeu a YANK! 7 indicações ao Drama Desk Awards (incluindo Melhor Musical), assim como indicações de Melhor Musical no Outer Critics Circle Award e The Lucille Lortel Awards.

No Brasil a primeira temporada aconteceu de 6 de junho a 1 de julho de 2017 no Teatro Serrador (RJ) e foi sucesso de público e crítica. Vencedora de quatro categorias na 17º edição do Prêmio CENYM (melhor musical, elenco, canção e melhor cartaz), além de faturar dois prêmios no Broadway World Brazil Awards (melhor direção musical e melhor versão brasileira).

Teatro dos Quatro

Shopping da Gávea

R. Marquês de São Vicente, 52 - Gávea, Rio de Janeiro

Temporada até 2 de maio

Terças e quartas às 20h

Tel: (21) 2239-1095

Classificação: 16 anos

Duração: 130 min

Valor do ingresso: R$ 60,00

Lotação: 402 lugares

Ficha técnica:

Elenco: Hugo Bonemer, Conrado Helt, Leandro Terra, Fernanda Gabriela, Dennis Pinheiro, Leonam Moraes, André Viéri, Alain Catein, Bruno Ganem, Robson Lima, Cilene Guedes e Rhuan Santos.

Libretto e Letras: David Zellnik

Música: Joe Zellnik

Tradução e Versões: Menelick de Carvalho e Vitor Louzada

Direção Geral: Menelick de Carvalho

Direção Musical: Jules Vandystadt

Coreografias: Clara da Costa

Desenho de Luz: Daniela Sanchez

Cenografia, Figurinos e Adereços: Victor Aragão

Programação Visual: Thiago Fontin e Raphael Jesus

Assistência de Direção: Vitor Louzada

Assistência de Direção Musical e Regência: Ciro Magnani

Direção de Produção: Leandro Terra

Produção Executiva: George Luis

Assistência de Produção: Igor Miranda e Mayara Luana

Assessoria de Imprensa: Ribamar Filho / MercadoCom

Realização: Silhueta Produções

Crédito fotográfico: Carol Pires


Related Articles

Brazil THEATER Stories | Shows  Follow BWW Brazil


From This Author Gabriela Benevides

Before you go...

Like Us On Facebook
Follow Us On Twitter
Follow Us On Instagram